O Schumacher é (a) gente!

Um encontro entre quem estudou no Schumacher College (Inglaterra) e dois professores de lá, em São Francisco Xavier, no interior de São Paulo. Encontrei com a Izabela, que conheci em 2011 no Schumi, em Guarulhos, e assim (re) conheci, a Thelma, alguém que parecia amiga de longa data. Partimos as três rumo ao nosso destino, guiadas por mapas (online e de papel), risadas, fotos e um arco-íris incrível, que nos acompanhou por muito tempo. Sob chuva fina e um friozinho agradável, a Thelma desceu do carro e abriu a porteira da estrada final que levava à Iniciativa Gaia. Depois de algumas horas, em torno de uma mesa, encontros e reencontros com aqueles que já pisaram em terras Schumachianas. Tempo de reviver àquela sensação de acolhimento única que temos ao chegar à Escola. Devagar, sem pressa. Conversa, troca de ideias, contatos, risadas, novas conexões. Hora de descansar. E depois de uma sexta-feira de chuva intensa, fomos brindados com um sábado de sol radiante. E tudo começou à estilo Schumacher. Meditação na grande sala com os raios da grande estrela dividindo espaços e aquecendo a alma para o dia que estava por vir. Café da manhã e tradicional divisão de tarefas, que sempre nos une. Logo após, o início de uma grande conversa em grupo. Sem programação fomos vivendo os momentos, as pessoas, transformando ideias, reconectando pensamentos. E tudo ia emergindo aos poucos dentro de mim, dentro da gente. À tarde, um passeio até a cachoeira com direito a medo da boiada, confiança no grupo junto, mãos (muitas mãos) dadas para cruzar córregos, fotos, reconhecimento de plantas, banho de cachoeira e a volta… Na descida uma certeza: o Schumacher somos nós! E todos os outros que por lá passaram e os muitos que passarão.
Não sei em que momento isto aconteceu para cada um, mas sei que brotou do coração de todos. E isto me invadiu de alegria pela possibilidade de tornarmos o Schumacher ainda mais próximo, mais real, mais presente. Nós, aqui no Brasil, juntos, fora da estrutura em que estivemos, e que de alguma forma nos uniu. Sei que a gente se reconhece uns nos outros. Que nossas falas de coração ao serem ditas coincidem com a fala aquietada dentro do outro. Aquela sensação: “puxa também penso assim”. Nadamos na mesma corrente e basta nos encontrarmos para produzirmos e somarmos. Domingo chegou e parti (agora do Schumacher, temporariamente instalado em São Francisco) com o coração apertado e a porteira da ruazinha aberta. Que venha mais… com direito a lua cheia, fogueira e os sons únicos que marcaram aquele momento! Gratidão!

IMG_0699

IMG_0767

1383601_752606331422701_683218782_n

IMG_0716

IMG_0730

IMG_0734

IMG_0745

Grupo1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s