De Mochila pelas Américas

1

18a

10

Conheci o Ike Weber em 2008, durante um curso de extensão em Comunicação Corporativa, em SP. Na época ele trabalhava na Federação das Indústrias do Paraná. No ano passado, tive a rica oportunidade de começar a acompanhar sua expedição “De Mochila pelas Américas”, por meio de textos e imagens hospedados no site Gazeta do Povo.

Ike realizou um sonhou. A viagem cultural e jornalística começou no sul do Peru, em novembro de 2012, e terminou em setembro de 2013, no Alasca. Foram 585 horas somente em deslocamentos e quase um ano longe da família. Ike pisou o solo de 12 países do continente americano e viajou de todas as maneiras: trem, ônibus, bicicleta, moto. Nas suas palavras “Cavalgando encostas e subindo montanhas, navegando por rios, lagos, geleiras e mares, de canoa, caiaque, ferry boat ou barco a motor. Dirigindo em rodovias cênicas, desbravando onde não havia estradas e pegando carona”. “Encarou” um urso e se deparou com realidades muito diferentes das nossas. Tomou banho até de álcool e experimentou a vida real.

A historia é rica. Abaixo minha pergunta e sua resposta:

O que te impulsionou a viver o grande sonho da vida? O que você “deixou” para trás por conta deste sonho? O que você recomendaria a quem ainda resiste em viver o seu grande sonho?

Sempre fui um idealista, ainda que tenha trabalhado muito em toda a minha vida, especialmente na última década, como executivo de Comunicação. Porém nunca deixei de perseguir os meus sonhos, os atuais e os que ficaram arquivados para serem vivenciados em algum momento. Sendo assim nunca desisti deles, apenas aguardei o momento certo.

Mas o momento certo é fabricado, é fruto da vontade, do planejamento, da oportunidade, da expectativa e do esforço. Nenhum sonho se realiza por mágica. Ao menos para mim, nunca foi assim, sempre tive que batalhar por tudo. Então eu avaliei a oportunidade, analisei o cenário, refleti sobre meu momento de vida e sobre o futuro, como poderia estar o cenário nos próximos cinco ou 10 anos da minha vida.

Vi que, apesar de ter que correr riscos e largar uma vida profissional organizada, eu teria que fazer isso logo para viver esse sonho. Meus pais tem idade avançada, ajudo a família em negócios, havia conversado sobre essa viagem com minha esposa, enfim, quanto mais tarde mais complicado seria.

Então, como não tive a oportunidade de realizar esse sonho antes e mais tarde ficaria difícil, tomei a decisão, da qual não me arrependo. Deixei para trás um emprego de alta projeção e decidi fazer a viagem e retomar a carreira na volta, o que estou fazendo agora. Do contrário chegaria aos 70, 80 anos, frustrado.

Agora, já de volta, vejo que nada mudou, que realizei um dos meus mais importantes sonhos, estou pronto para voltar a trabalhar, tocar a vida e continuar sonhando. Outros sonhos menores realizei no passado, alguns dependiam apenas de uma economia ou melhoria financeira, como comprar um jet ski ou iniciar uma vida como motociclista (rs)..

O que eu sugiro para as pessoas é que persigam e se esforcem para realizar seus sonhos. Eles não vão se realizar sozinhos e o momento ideal nunca surge. Ainda mais quando os objetivos são complexos ou de longo prazo, caso dessa expedição que eu fiz.

Algumas pessoas, no meu caminho, me diziam: “que inveja” ou “você pode porque é jovem” ou “eu não tenho essa chance ou oportunidade”. Tudo bobagem, tudo desculpa, analisando friamente. Eu viajei pelas Américas aos 46 anos de idade, por 10 meses, sozinho, com pouco dinheiro, corri atrás de patrocínios e minha família me aguardou. Ou seja, fui à luta, trabalhei, batalhei, negociei, persegui meu objetivo e consegui.

Todo mundo pode realizar o seu sonho. Tem que querer de verdade, sair do comodismo e lutar. O momento e as condições perfeitas não existem ou não aparecem, simplesmente. Precisam ser criadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s