O que é o Natal?

natal1

natal

A folha do calendário vira e de repente, chegou Dezembro. Com ele as “obrigações” do período que as pessoas não conseguem se livrar. Compras, presentes, trânsito, shopping, festa de amigos, festa na empresa, amigo secreto, malabarismo para fazer a ceia de Natal. Soluções para unir a família, o preparo para receber pessoas, para receber palavras, situações novas, momentos de desabafo.
É época em que os sentimentos afloram. Tempo de reflexão e introspecção, de esbanjar felicidade, afinal por aqui é verão, férias e está pertinho do carnaval. Mas também dias de escavar mágoas, de relembrar supostos erros do passados, de revelar os sentimentos mais profundos, de ter coragem de dizer a alguém perdão, te amo, me arrependo, gratidão.
As ruas, as casas, as lojas ganham cores vermelhas e verdes, douradas ou prateadas. E o bom velhinho cruza avenidas ou está em algum departamento de compras para dar um “doce” colo às crianças, embalado pelas tradicionais músicas natalinas que sempre fazem alguém chorar.
Piso mais uma vez no asfalto para a caminhada do dia e novamente penso: O que é o Natal? Então vejo uma família indígena acampada próxima a uma ponte. É quase noite. Sob uma tenda de lona, adultos e crianças confeccionam artigos de palha. O conjunto da cena é colorido. Algumas árvores naturais. Luz nenhuma. Apenas um resto de fogo improvisado no terreno plano. Banheiro não tem. Nem água encanada. Nem cama. Dali dá pra ver os enfeites na avenida de cima, local de motoristas apressados. Reparo nas mãos dos pequenos. As marcas já as transformaram em mãos de adulto. No dia seguinte, 7h30 da manha encontro-os novamente. Cabelos desgrenhados, sorriso no rosto e pés descalços na estrada com os cestos nas costas, agora prontos para outra etapa.
Acredito que consigam vender tudo. O coração dos homens está mais macio nesta época, querendo fazer o bem. Aliás, eles nos dão a oportunidade de fazer o bem. Comprar um cesto deve dar a sensação de “missão cumprida”. Quites com a questão social. Se não fosse Natal, nós os veríamos?
O que é o Natal? Um presente caro, uma ceia gostosa, um quarto de visita confortável, alguns dias na praia, um gole do melhor champagne, uma chance de vender mais cestos? Reunião em família, dias felizes, tempo de descansar, reflexão, reconciliação, renovação da esperança de dias melhores, nascimento de Jesus?

Anúncios

Uma resposta em “O que é o Natal?

  1. Belíssimo texto.
    Realmente época de sentimentos confusos, tanto a felicidade nos parece obrigatória, quanto a necessidade de fazer o bem, porém passam os dias de festa e voltamos a nos vestir de certa ‘conformidade’ nas nossas emoções

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s