Campo de Refugiados no Coração da Cidade

DSCN4808

“Meu nome é Nashibaba e sou de Jonglei, um estado do Sudão do Sul. Já faz muito tempo que a violência se instalou por lá e ficou muito perigoso viver em minha cidade….”. Assim começa uma das histórias contadas na exposição Campo de Refugiados no Coração da Cidade. O evento é uma iniciativa do MSF – Médicos sem Fronteiras (MSF), uma organização médico-humanitária internacional independente e comprometida em levar ajuda às pessoas que mais precisam, entre elas, os refugiados.

Triagem inicial para saber se a criança (na foto representada por um boneco) está desnutrida
DSCN4838DSCN4835

Refugiado é aquele que temendo ser perseguido por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas, se encontra fora do país de sua nacionalidade e que não pode ou, em virtude desse temor, não quer valer-se da proteção desse país. (Fonte: Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados – Acnur).

De tenda em tenda (tudo é realizado ao ar livre), o visitante pode conhecer histórias reais de pessoas que foram forçadas a deixar repentinamente seu lar, seus pertences, sua história e muitas vezes, parte da sua família. “Muitos refugiados não chegam com a família completa”, explica um dos médicos. Aos poucos pode-se construir mentalmente outras realidades com respostas sobre onde dormem, o que comem, como sobrevivem e quais seus temores. O visitante também tem a oportunidade de compreender como é o trabalho realizado por Médicos sem Fronteiras, que oferece cuidados de saúde, oferta de água limpa e saneamento básico nestes e em outros contextos.
Toda a visita é conduzida por profissionais da organização e que já estiveram nestes campos. No mundo, são mais de 34 mil profissionais em mais de 70 países.

DSCN4818
Na primeira parada os visitantes são convidados a entrar e permanecer por alguns minutos numa tenda similar à que serviu de abrigo para oito pessoas num dos campos (foto acima). Assim como esta família, 45,2 milhões de pessoas no final de 2012 foram deslocadas à força em todo o mundo como resultado de perseguição, conflitos, violência generalizada e violações dos direitos humanos, segundo dados do Acnur. Deste total, 15,4 milhões eram refugiados e entre os refugiados, 46% eram crianças. Em 2013, o Brasil foi o 75º país com o maior número de refugiados do mundo: 4.296, além de 3.075 pedidos pendentes.

Durante todas as etapas da exposição (gratuita), o visitante tem a oportunidade de conhecer estes e outros números, interagir e aprender um pouco sobre uma realidade completamente diferente, onde o desejo maior é sobreviver.

Vocë pode ajudar o MSF de diversas maneiras: no campo ou por meio de doações. Visite: WWW.msf.org.br

Próximas datas da exposição:
Belo Horizonte – MG
De 25/04 a 04/05, das 9h (primeira visita guiada) às 16h (última visita guiada)
Parque Ecológico da Pampulha – na Esplanada (gramado) – portaria 2
Entrada Gratuita
Mais informações em: https://www.facebook.com/events/1482040098683708/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s