Mais uma Copa

Bandeira

O texto abaixo foi escrito durante a Copa do Mundo de 2010. Quatro anos separam as palavras escritas na época do dia de hoje. E o que nós conseguimos mudar?

2010: mais uma Copa

O país está mobilizado por uma causa. Poderia ser pelo aumento dos impostos, pela corrupção na política, pelas altas taxas de desemprego, pelo caos na saúde, pela miséria, a fome, a violência nas ruas. Não é.
O país está mobilizado pelo futebol. As cores da bandeira tomaram conta das sacadas, das janelas, dos carros, das praças, das ruas. As multidões aprendem rapidamente as canções da copa, os nomes dos jogadores, as regras, estudam as tabelas de classificação. Se revoltam quando o juiz frustra suas expectativas. Sofrem. Choram. Comemoram nas ruas. Brindam.
Todo este cenário comprova que só “pão e circo”, exatamente como na Roma da Antigüidade, move as massas. Alimentar física e mentalmente o povo desvia sua atenção da realidade. No Brasil, basta o circo e somente o circo é propiciado, porque a fome ainda é a razão de milhares de mortes diariamente. Existe alguma esperança de que tudo vai mudar? Neste momento, a maior esperança do brasileiro é a que embala o sonho do hexa. Mesmo sabendo que ganhar o título de melhor do mundo no futebol não vai mudar o dia a dia. Nós, brasileiros, continuaremos perdedores ao enfrentarmos com tanto comodismo as situações adversas desse país, que denominam de terceiro (ou quarto) mundo.
Quisera fosse Copa do Mundo todos os dias, todos os anos. Mas, um torneio diferente. Um campeonato onde estivesse em campo a lista interminável de questões que envolvem o ato de VIVER. Que mostrasse um panorama do mundo inteiro, e que fosse o vencedor aquele que propiciasse aos cidadãos a possibilidade de viver a vida dignamente. O Brasil não seria campeão. Não chegaria a hexa. Não levantaria a taça.
Mas, quem sabe esta Copa do Mundo diária nos despertasse a vontade de conhecer outras realidades e regras, de saber o que está errado e o que pode ser mudado, de aprender a fazer cálculos e descobrir quanto dinheiro escorre nas contas dos políticos. Quem sabe nos fizesse mais comovidos com a dura realidade da maioria, nos mostrasse caminhos, nos tornasse mais unidos e a partir dos exemplos de outros times, nos desse coragem para brigar por um mundo melhor. Quem sabe, se fosse Copa do Mundo todos os dias, isto transformaria definitivamente os brasileiros em cidadãos, mais brasileiros e menos conformados. Desta forma, a busca incessante pelo hexa se transformaria numa busca permanente por um mundo melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s